Maníaco da Peruca não é esquizofrênico, aponta documento entregue pelo MP

O Ministério Público (MP) trouxe novidades a respeito do caso “Maníaco da Peruca”. O dentista Flávio do Nascimento Graça, de 39 anos, acusado de matar três pessoas ligadas a uma clínica dentária concorrente de Santos, não teria problemas psiquiátricos, de acordo com um novo documento anexado ao processo. Com isso, foi feito um pedido para que o caso seja analisado por juri popular.

A defesa de Flávio apresentou um laudo assinado por dois médicos atestando que o réu tinha esquizofrenia. Entretanto, durante os exames que fecharam o diagnóstico, um perito do Centro de Apoio Operacional à Execução que acompanhou o acusado emitiu o novo laudo com a conclusão de que Flávio
é “inteiramente capaz de entender o que fez” e que os critérios para o diagnóstico de nenhum transtorno mental são preenchidos.

O juiz decidirá os próximos passos ligados a uma condenação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Notícias Relacionadas