Chupeta, acusado de assassinar Dan Nunes, tem recurso negado pelo STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, negou seguimento ao recurso extraordinário interposto pelo advogado de Thiago Batista Barros, o ‘Chupeta’, acusado de assassinar o vocalista da Banda Tr3vo, Dan Nunes, com um tiro de revólver calibre 38, pelas costas. Sendo assim, a condenação a 19 anos, 7 meses e 7 dias de reclusão pelo homicídio se tornou definitiva.

Entretanto, Alex Sandro Ochsendorf, defensor de ‘Chupeta’, declarou que ainda tentará demonstrar a inocência do cliente por meio de revisão criminal, admitida quando a condenação contrariar a lei ou a evidência das provas, se baseia em exames, depoimentos ou documentos falsos, ou surgirem novas provas da inocência do réu ou autorizadoras da diminuição da pena.

Relembre o caso
Daniel Nunes Aquino foi morto na madrugada de 30 de março de 2015, em frente ao bar Baccará, na Rua Oswaldo Cochrane, no Embaré, em Santos. Chupeta atirou de dentro de um carro, enquanto o cantor estava de costas e, em seguida, fugiu.

Depois de três meses, foi preso pela polícia.
Chupeta foi acusado por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima (tiro pelas costas). Conforme a defesa de Thiago, ele agiu sob domínio de violenta emoção, motivado por ciúmes da ex-namorada.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Notícias Relacionadas